Notícias
24/5/2017 - A REMAP na Semana da Mata Atlântica 2017
Em maio de 2016, a Rede Mosaicos de Áreas Protegidas (REMAP), WWF-Brasil, Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (IEPE), Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (IMAZON), Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e Secretaria de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente (SBF/MMA) juntaram esforços para a realização do Workshop Nacional de Mosaicos de Áreas Protegidas e do Encontro da REMAP, na sede do ICMBio, em Brasília, visando aprofundar o diálogo sobre os processos de reconhecimento e implementação dos Mosaicos de Áreas Protegidas do Brasil.
Como desdobramento deste evento, foi identificada a necessidade de realização de  encontros regionais, considerando a importância e abrangência do tema, bem como a relevância de agregar parceiros com vistas a desenvolver e implementar políticas voltadas à gestão integrada de áreas protegidas.

Em março de 2017, a REMAP, WWF-Brasil, Instituto Pacto Amazônico (IPA) e importantes parceiros que atuam na Amazônia se uniram para promover o intercâmbio na região Norte, realizando o I Encontro dos Mosaicos de Áreas Protegidas da Região Norte, em Manaus. O encontro envolveu 14 participantes, representantes de 10 iniciativas de mosaico da região, com objetivo de contribuir para o intercâmbio, discussões conceituais, embasamento legal e proposição de diretrizes visando ampliar os avanços dos mosaicos de áreas protegidas na região Norte, além de traçar estratégicas para atuação conjunta do poder público e sociedade civil.

Neste contexto, a REMAP juntou esforços com a  Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e a Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA) para realização do Seminário Mata Atlântica 2017, com apoio do Ministério do Meio Ambiente e da GIZ e de varias entidades públicas e privadas que atuam no bioma. O evento, realizado anualmente, desde 2001 tem por objetivo informar, sensibilizar e divulgar as ações em prol desta floresta, onde vivem 2/3 da população brasileira e que concentra 70% do PIB do país, além de comemorar o Dia da Mata Atlântica que acontece em 27 de maio.
Tal ação se faz necessária para reforçar a importância da Mata Atlântica para a qualidade de vida da população e manutenção de serviços essenciais, a exemplo da água, e chamar a atenção para os impactos sociais e econômicos potenciais que sua perda ou degradação podem representar. Também permite um balanço dos avanços e desafios para a conservação do Bioma e promove a discussão de estratégias e políticas públicas relacionadas ao tema

A Semana da Mata Atlântica em sua edição de 2017 pretender trazer alguns temas relevantes para a conservação e uso sustentável do bioma a exemplo da gestão integrada de áreas protegidas, as designações internacionais de importância desta floresta, as iniciativas de conservação privada e ações de restauração, momento especial de mobilização e definição de estratégias em prol da Mata Atlântica.

Seminário Mata Atlântica 2017 será realizado entre os dias 25 a 27 de maio de 2017, em São Paulo (Sede da RBMA e Auditório da Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica - Planetário Ibirapuera), com promoção da RBMA, RMA, REMAP e parceiros; alem do apoio do MMA, GIZ, SMA, UNESCO, Planetário de São Paulo e SVMA/SP.

Confira a Programação de Encontros da Semana da Mata Atlântica

Login Fórum:
Senha:
Fórum
Biblioteca
Editais
Licença Creative Commons
A obra Rede Mosaicos de Áreas Protegidas de REMAP foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial 3.0 Não Adaptada .
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em www.redemosaicos.com.br