18/6/2015 – Curta, colabore, contribua, interaja, mobilize!

A REMAP convida os amigos, colaboradores e parceiros a trazerem para os nossos espaços virtuais ou nos encaminhar através do e-mail contato@redemosaicos.com.br, notícias , experiências em andamento nos Mosaicos de Áreas Protegidas , territórios e comunidades que os compõe.
Visando superar as grandes distâncias e as dificuldades de adequações de agendas coletivas para debates presenciais sobre o tema Mosaicos de Áreas Protegidas, a Rede reforça a proposta de uso das mídias sociais e demais canais de comunicação digital.

Visitem nossa página na rede social FACEBOOK


A REMAP se propõe, junto com gestores e parceiros de áreas protegidas, à um esforço coletivo visando a retomada das discussões em nível nacional, aumentando o intercâmbio das experiências, dos avanços e estratégias de superação dos desafios, definindo uma pauta de reivindicações comuns, buscando o fortalecimento dos Mosaicos, a consolidação do seu marco regulatório, e de seu maior reconhecimento junto aos órgãos governamentais competentes e instituições parceiras.

A proposta de rearticulação reforça as duas linhas estratégicas estabelecidas no início de 2015 pelo Grupo de Coordenação da Rede, sendo elas:

 

• Mobilização de membros e parceiros e, organização e realização de encontros virtuais e presenciais.da REMAP, com destaque para dois momentos especiais em 2015: O VIII CBUC ,Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, que será realizado em setembro e, a VII Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social – SAPIS e II Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social – ELAPIS SAPIS, previstos para novembro abordando como tema “Culturas e Biodiversidade. O Presente que Temos e o Futuro que Queremos”.
• Sustentabilidade da REDE por meio da captação de recursos, a exemplo da exitosa experiência das emendas parlamentares que se mostraram para alguns Mosaicos, como novas oportunidades para auxiliar a gestão desses territórios, bem como os atuais linhas de financiamento coletivo (crowdfunding) para esta causa; patrocínios de empresas privadas que tenham a questão da preservação das áreas e das culturas locais como primordiais dentro da política de relacionamento com suas comunidades e; parcerias com instituições que fomentem atividades econômicas sustentáveis no seu entorno.

A ideia seria ampliar estas e outras possibilidades de sustentabilidade para a REMAP e secretarias executivas dos Mosaicos.

Facebook
WhatsApp
Email